quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Papa: Quaresma, tempo para podar a falsidade, mundanidade e indiferença

Cidade do Vaticano (RV) - O Papa Francisco presidiu, na tarde desta quarta-feira (10/02), a missa de início da Quaresma, com o tradicional rito de imposição das Cinzas, na Basílica de São Pedro. Durante a celebração houve o envio dos Missionários da Misericórdia.

Em sua homilia, o pontífice sublinhou que “a Palavra de Deus, no início do caminho quaresmal, faz à Igreja e a cada um de nós dois convites. O primeiro, é o de São Paulo: Deixai-vos reconciliar com Deus.”

Reconciliação

“Não é simplesmente um bom conselho paterno e nem uma sugestão. É uma verdadeira e própria súplica em nome de Cristo. Vos suplicamos em nome de Cristo: deixai-vos reconciliar com Deus. Por que um apelo assim tão solene e sincero? Porque Cristo sabe que somos frágeis e pecadores, conhece a fraqueza de nosso coração, o vê ferido pelo mal que cometemos e sofremos. Ele sabe que precisamos de perdão, sabe que precisamos nos sentir amados para realizar o bem. Sozinhos não somos capazes. Por isso, o Apóstolo não nos diz para fazer alguma coisa, mas para nos deixar reconciliar com Deus, permitir que Ele nos perdoe, com confiança, porque Deus é maior que o nosso coração. Ele vence o pecado e nos reergue das misérias, se as confiamos a Ele. Cabe a nós reconhecer que precisamos de misericórdia. É o primeiro passo do caminho cristão. Trata-se de entrar pela porta aberta que é Cristo, onde Ele mesmo nos espera, o Salvador, e nos oferece uma vida nova e alegre.”

Vergonha

Segundo Francisco, podem haver alguns obstáculos que fecham as portas do coração. Um deles é “a tentação de blindar as portas, ou seja, conviver com o próprio pecado, minimizando-o, justificando-se sempre, pensando em não ser pior que os outros. Assim, porém, se trancam as fechaduras da alma e se permanece fechado dentro, prisioneiros do mal. Outro obstáculo é a vergonha de abrir a porta secreta do coração. Na realidade, a vergonha é um bom sintoma, pois indica que queremos nos desligar do mal. Todavia, nunca deve se transformar em temor ou medo”.

O terceiro obstáculo, segundo o Papa, é o de nos distanciar da porta. “Isso acontece quando nos enfurnamos em nossas misérias, quando remoemos continuamente, ligando entre si as coisas negativas, até chegar aos lugares mais escuros da alma. Então a tristeza que não queremos nos torna familiar, nos desencorajamos e somos mais fracos diante das tentações. Isso acontece porque permanecemos sós conosco, nos fechando e fugindo da luz, enquanto somente a graça do Senhor nos liberta. Deixemo-nos então reconciliar, ouvindo Jesus que diz a quem está cansado e oprimido: venha a mim. Não permanecer em si mesmo, mas ir até Ele. Ali há descanso e paz”, disse o pontífice.

Missionários da Misericórdia

Estavam presentes na celebração os Missionários da Misericórdia que receberam o mandato de ser sinais e instrumentos do perdão de Deus. “Queridos irmãos, que vocês possam ajudar a abrir as portas dos corações, a vencer a vergonha e a não fugir da luz. Que as suas mãos abençoem e reergam os irmãos e irmãs com paternidade. Que através de vocês o olhar e as mãos do Pai pousem sobre os filhos e curem suas feridas”, frisou o Papa.

O Santo Padre falou sobre o segundo convite de Deus feito por meio do Profeta Joel: ‘Voltem para mim de todo o coração’. “Se é preciso voltar é porque nos distanciamos. É o mistério do pecado: nos distanciamos de Deus, dos outros e de nós mesmos. Não é difícil se dar conta: Todos vemos como fazemos esforço para ter realmente confiança em Deus, de nos confiar a Ele como Pai, sem medo. Como é difícil amar os outros, em vez de pensar mal deles. Como nos custa fazer o bem verdadeiro, enquanto somos atraídos e seduzidos por tantas realidades materiais que se disperdem e no final nos deixam pobres. Junto desta história de pecado, Jesus inaugurou uma história de salvação. O Evangelho que abre a Quaresma nos convida a ser protagonistas, abraçando três remédios, três medicamentos que curam do pecado”, disse ainda Francisco.

Oração, caridade e jejum

“Em primeiro lugar a oração, expressão de abertura e confiança no Senhor: É o encontro pessoal com Ele, que encurta as distâncias criadas pelo pecado. Rezar significa dizer: “Não sou autossuficiente, preciso de você. Você é a minha vida e minha salvação. Em segundo, a caridade para superar a estranheza em relação aos outros. O amor verdadeiro, de fato, não é um ato exterior, não é dar algo de forma paternalista para tranquilizar a consciência, mas aceitar quem precisa de nosso tempo, de nossa amizade e nossa ajuda. É viver o silêncio, vencendo a tentação de nos satisfazer. Em terceiro lugar o jejum, a penitência para nos libertar das dependências em relação ao que passa e nos treinar para ser mais sensíveis e misericordiosos. É um convite à simplicidade e partilha: tirar algo de nossa mesa e nossos bens para reencontrar o bem verdadeiro da liberdade.”

“Voltem para mim”, diz o Senhor, “de todo o coração”. “Não somente com algum ato exterior, mas do profundo de nós mesmos. De fato, Jesus nos chama para viver a oração, a caridade e a penitência com coerência e autenticidade, vencendo a hipocrisia.”

Quaresma, tempo para podar a falsidade


“Que a Quaresma seja um tempo benéfico para podar a falsidade, a mundanidade e a indiferença; para não pensar que tudo vai bem se eu estou bem; para entender que o que conta não é a aprovação, a busca de sucesso ou consenso, mas a limpeza do coração e da vida; para reencontrar a identidade cristã, ou seja, o amor que serve, não o egoísmo que se serve. Coloquemo-nos a caminho juntos, como Igreja, recebendo as Cinzas e mantendo fixo o olhar no Crucifixo. Ele, amando-nos, nos convida a nos deixar reconciliar com Deus e a retornar a Ele, para nos reencontrar”, concluiu o Papa. (MJ).


sábado, 16 de maio de 2015

Os dons infusos do Espírito Santo

#Os dons infusos produzem os frutos, perfeições que o Espírito Santo forma em nós como primícias da glória eterna

Desde o batismo ,o Espírito habita em nós (cf. 1 Cor 3,16; 6,19) e gera em nós os dons de santificação, também chamados dons infusos: Ciência, Entendimento, Sabedoria, Conselho, Piedade, Fortaleza e Temor de Deus. Com a Crisma, esses dons crescem no cristão. Os Sete dons do Espírito Santo.

“Não sabeis que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Porque o templo de Deus, que sois vós é santo” (1 Cor 3,16). “Ou não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós, o qual vos foi dado por Deus? (1 Cor 6,19).
O nosso Catecismo diz: “A vida moral dos cristãos é sustentada pelos dons do Espírito Santo. Estes são disposições permanentes que tornam o homem dócil para seguir os impulsos do mesmo Espírito” (n. 1830).

Os dons do Espírito Santo são como que “auxiliares das graças”, os seus “lubrificantes”. São predisposições para a santidade que o batismo infunde na nossa alma junto com a graça santificante e as virtudes teologais (fé, esperança e caridade) e morais (justiça, fortaleza, prudência e temperança).

Além dos dons infusos, o Espírito Santo produz nos fiéis os frutos, que são perfeições que o divino Espírito forma em nós como primícias da glória eterna. A Tradição da Igreja enumera doze: “caridade, alegria, paz, paciência, longanimidade, bondade, benignidade, mansidão, fidelidade, modéstia, continência e castidade” (Gl 5,22-23 vulg.).

Os sete dons do Espírito Santo em plenitude pertencem a Cristo. Completam e levam à perfeição as virtudes daqueles que os recebem. Tornam os fiéis dóceis para obedecer prontamente às inspirações divinas. “Que o teu bom espírito me conduza por uma terra aplanada” (Sl 143,10). “Todos os que são conduzidos pelo Espírito Santo são filhos de Deus. Filhos e, portanto, herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo” (Rm 8,14.17).

Somente pela ação do Espírito Santo em nós é que podemos conquistar a santidade. É ele que, desde o batismo, vem habitar em nós para nos fazer “templos do Deus vivo”; ou, como disse São Pedro, “pedras vivas, vós também vos tornais os materiais deste edifício espiritual, um sacerdócio santo, a oferecer vítimas espirituais agradáveis a Deus, por Cristo” (1Pe 2,5). São Pedro Julião Eymard disse que “é dogma de fé que, sem o auxílio do Espírito Santo, não podemos ter um pensamento sobrenatural; apenas naturais”.

O Espírito de Jesus habita em nós para fazer-nos imagens de Jesus (Rom 8,29), o Homem perfeito e Santo. Desde o batismo, o Espírito habita em nós com a Trindade Santíssima e nos dá os dons de santificação: Sabedoria, Ciência, Entendimento, Conselho, Fortaleza, Piedade e Temor de Deus. A Igreja nos ensina que, mediante esses dons, o Espírito nos dirige para a santificação, à medida que a nossa disposição coopera com a graça.

Muitas vezes, pedimos um ou outro dom do Espírito Santo. Devemos ter a coragem de pedir todos eles, para que Deus venha sempre em socorro de nossas fraquezas e nos ajude a crescer na busca da santidade de vida e no engajamento à missão evangelizadora de anunciar a Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo – ao mundo, para que o mundo creia e a paz, a concórdia e a misericórdia reinem entre nós.

Peçamos, humildemente, a Virgem Maria Aparecida, esposa do Espírito Santo, que interceda por nós junto a Deus, concedendo-nos a graça de recebermos os divinos dons, apesar de nossa indignidade, de nossa miséria, de nossa fragilidade e fraqueza. O próprio Jesus, Nosso Redentor, recomenda-nos: “Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto”(Mt 7, 7).

Façamos a experiência e possamos experimentar as chuvas de bênçãos que Pentecostes nos proporcionará. Amém!


Por Felipe Aquino
Fonte: Canção Nova

Marcadores

Deus (128) Jesus (121) Canção Nova (116) Formação (85) Jovem (37) Mensagem (32) LDM (29) (28) Eventos (27) Papa Bento XVI (26) Oração (25) JMJ (22) Virgem Maria (20) Espírito Santo (19) Felipe Aquino (19) Diocese Jlle (17) Dom Alberto Taveira (17) Leitura Bíblica (17) Notícia (17) Amor (16) Destrave (16) Evangelho do Dia (16) Padre Renato dos Santos (16) João Paulo II (15) RCC (15) MIn. Jovem (14) JMJ 2013 (13) Namoro (13) Catecismo (11) Evangelização (11) Natal (11) Quaresma (11) Pecado (10) Castidade (9) Dom Paulo Mendes (9) Papa (9) Advento (8) Dons (8) Perdão (8) Ano Novo (7) Sexualidade (7) 1ª Experiência (6) Acampando com o Senhor (6) Amor de Deus (6) Anunciar a Boa Nova (6) Dado Moura (6) Páscoa (6) Reflexão (6) Retiro (6) Salvação (6) Amizade (5) Banda Sinaxis (5) Catecismo Católico (5) Cruz JMJ (5) Djanira (5) Liberdade (5) Missão (5) Pe Flávio Sobreiro (5) Pe Léo (5) Perseverança (5) Ressureição (5) Santidade (5) Allan Ribeiro (4) André (4) Batismo (4) Bíblia (4) Catecismo Jovem (4) Dom Irineu (4) Encontro com Jesus (4) Igreja (4) Jovens Santos (4) Matrimônio (4) Mudança (4) Paciência (4) Petencostes (4) Pierre (4) Rodrigo Stankevicz (4) Servir (4) Significados Quaresma (4) Vigília (4) Vocação (4) Amanhecer em Cristo (3) Bote Fé (3) Cura (3) Dança Sacra (3) Dom Aluísio Oppenmann (3) Dom Bosco (3) Dom Eurico Veloso (3) Doutrina (3) Dunga (3) Eucaristia (3) Família (3) Felicidade (3) Manancial (3) Milagres (3) Moções (3) Padroeira (3) Pe Adriano Zandoná (3) Pe Nicolás Schwizer (3) Reino dos Céus (3) Renovação no Espírito (3) Ricardo Gaiotti (3) Sandro Arquejada (3) Santa Cruz (3) Apascenta minhas Ovelhas (2) Autoridade de Jesus (2) Banda Single Core (2) Batismo no Espírito (2) Beatificação (2) Bispo (2) CF2013 (2) CNBB (2) Carnaval (2) Catequese (2) Concílio Vat. II (2) Conversão (2) DNJ (2) Dia da Mulher (2) Discernimento (2) Dom Walmor Azevedo (2) Evangelho (2) Exaltação de Cristo (2) Fernanda (2) Fortaleza (2) Gotas de Cura Interior (2) JMP (2) Jejum (2) Jovens Conectados (2) Juventude Missionária (2) Luz Do Mundo (2) Mandamentos (2) Ministério Bethânia (2) Mulher (2) Nossa Senhora Aparecida (2) Nossa Senhora de Fátima (2) PHN (2) Padre Nicolás Schwizer (2) Paz (2) Pe Sóstenes (2) Pe Zezinho (2) Pregação (2) Problemas (2) RCC Brasil (2) Ressentimento (2) Rezar (2) Rio2013 (2) Santa Tereza de Avila (2) Santo Agostinho (2) Superação (2) São José (2) São Paulo (2) Tecnologia (2) Tema RCC (2) Zenit (2) ACI (1) Adriano Gonçalves (1) Afetividade (1) Alan Ribeiro Fernandes (1) Alcoolismo (1) Amor ao Próximo (1) Angústia (1) Anjos (1) Anunciação do Anjo à Maria (1) Apple (1) Aprendizado (1) Aprofundamento (1) Arca da Aliança (1) Artistas Católicos (1) Autodisciplina (1) Bebida (1) Beleza (1) Bodas de Caná (1) Bruno Franco (1) Bruno Nascimento (1) CF1992 (1) CF2012 (1) Canfissão (1) Caridade (1) Carismas (1) Católico (1) Celibato (1) Ciência (1) Cleto Coelho (1) Clipe (1) Cláudia May (1) Conselho Sabedoria (1) Cormac Burke (1) Corpus Christi (1) Criança (1) Criação (1) Crise (1) Cristianismo (1) Cristiano (1) Cronograma (1) Cultura de Petencostes (1) Cultura do Corpo (1) DNJ2011 (1) Daniel Machado (1) Dia dos Namorados (1) Documentos Vaticano (1) Dom (1) Dom Canísio Klaus (1) Dom Eduardo Benes (1) Dom Fernando Rifan (1) Dom Henrique Costa (1) Dom Orani Tempesta (1) Drogas (1) ERJ (1) Efusão do Espírito (1) Elaine Ribeiro (1) Emaús (1) Emmir Nogueira (1) Erros (1) Escolhas (1) Esperança (1) Feminismo (1) Fidelidade (1) Finados (1) Fornicação (1) História da Igreja (1) Humildade (1) IEAD (1) Infância (1) Irmã Dulce (1) Isabele Leite (1) JNL2012 (1) Jackson Machado (1) Jesus No Litoral (1) José Geraldo Carvalho (1) João (1) Julgamentos (1) Lançai as Redes (1) Liturgia das Horas (1) Lucifer (1) Lúcia Volcan (1) MUR (1) Madre Tereza (1) Maikel Ronqui (1) Maria Madalena (1) Martírio de São João Batista (1) Moisés (1) Márcio Mendes (1) Márcio Zolin (1) Mártires (1) Nelsinho Corrêa (1) Obediência (1) Orgulho (1) Osservatore Romano (1) PJ (1) Padre Flavio Sobreiro (1) Padre Luizinho (1) Padre Reginaldo Manzoti (1) Padre Xavier (1) Padres (1) Pai (1) Papa João XXIII (1) Papa Pio IX (1) Pascom (1) Paulo Simões (1) Pe Anderson Marçal (1) Pe Delton Filho (1) Pe Francisco Faus (1) Pe Ivanor Macieski (1) Pe Luciano Scampini (1) Pe Luciano dos Santos (1) Pe Reinaldo Cazumbá (1) Penitência (1) Perfeição (1) Perigos do Mundo (1) Philippe Madre (1) Piedade (1) Preguiça (1) Presépio (1) Professores (1) Prosperidade (1) Prostituição (1) Prudência (1) Rede Social (1) Reinaldo Beserra (1) Repouso no Espírito (1) Responsabilidade (1) Salmos (1) Santo (1) Santo do Dia (1) Santos de Calça Jeans (1) Setor Juventude (1) Sinais de Deus (1) Sofrimento (1) Solidariedade (1) São João Bosco (1) Teatro (1) Temor à Deus (1) Tentação (1) Ternura (1) Tristeza (1) Unidade (1) Veneração (1) Vida (1) Vida Cristã (1) combate (1) inveja (1)